terça-feira, 27 de outubro de 2009

Ruas sem pavimentação


De todas as ruas do bairro Jardim Angélica, somente as travessas entre as Ruas Rosita Finster e Fernando Zanatta, a pequena rua 475 (que também é uma travessa) e cerca de 700 metros na Rua Otto Leopoldo Tiefense são sem pavimentação.
Em 2006, a situação era pior, o final da rua Walter da Silva Medeiros não era asfaltada (coisa que aconteceu no final do ano passado), e fiz esta reportagem para o projeto de jornal da faculdade de jornalismo. Já se vão quase três anos, e a matéria ainda me parece bem atual.

"Se a rua tivesse pavimentação eu não saia daqui". É o que declara o morador da rua Otto Leopoldo Tiefense, o vigia Rogério Espanhol, de 44 anos.
Ele está vendendo a casa em virtude da promessa da prefeitura de calçamento da rua que não aconteceu. "Vim morar aqui com a promessa de que no próximo ano a rua receberia calçamento, já faz seis anos e nada", comenta indignado. Espanhol mora com a mulher e o filho desde 2000 no bairro. Segundo ele, a falta de pavimentação desvaloriza sua moradia em 20 mil reais.
O secretário de Obras do município de Criciúma, Mauro Sônego, alega que a verba disponível para pavimentação, não daria para calçar novas ruas, apenas para fazer a manutenção das já existentes.
Na penúltima seção da Câmara de Vereadores, no ano passado, foi aprovada a mudança da lei de pavimentação nas ruas. Agora será aberto editais para empreiteiras interessadas em prestar o serviço a população.
A prefeitura daria a terraplanagem e o saibro; a população pagaria as lajotas ou o asfalto. Isso com a aprovação de pelo menos 80% dos moradores da rua. Os 20% restantes seriam pagos pela prefeitura, que cobraria posteriormente do morador no IPTU.
A situação se repete com o mecânico Antonio Bonfante, de 51 anos, morador da rua Walter da Silva Medeiros, que há 10 anos reside no bairro. "Provisoriamente desisti de vender, pois aqui tenho sossego, é um bairro muito bom de se morar", conta.
Mas mesmo assim, o morador deixa a sua reclamação. "O pessoal passa de carro com velocidade, e não respeita levantando muita poeira", argumenta Bonfante.

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Minha Rua virou notícia

Isso aconteceu a alguns meses, no dia 22 de agosto, e gerou certa repercussão na mídia local. Fui acordado no sábado pela manhã, com barulho dos meus vizinhos, que, literalmente, resolverem colocar a “mão na massa” e construíram uma lombada.
Cansados de esperar, afinal durante mais de um ano, ligando quase todas as semanas para a prefeitura e pedindo a instalação de uma lombada, a frustração foi grande. “A Criciumatrans já fez a parte dela, só faltava a Secretaria de Obras. Até pensamos em fazer um bolo de aniversário, já que no mês passado, as placas completaram um ano”, afirma ironicamente a moradora Maria de Fátima Batista. “Cansamos de esperar”, diz Fátima, mostrando os números de vários protocolos, “Eu havia dito ao engenheiro da secretaria que iríamos fazer a lombada. Ele duvidou e agora ela está ai”.

Não pude deixar de fazer o registro e enviar aos colegas.
Veja também a matéria no
Engeplus e no Sul Notícias.

O que poucos sabem é que a lombada ficou alta de mais. Fui uma semana inteira de gente que não sabia e passava rápido de mais, carros arrastando e tudo mais. Mas no sábado seguinte, "Os vizinhos" entraram novamente em ação, e baixaram a lombada.

domingo, 25 de outubro de 2009

Censo 2010


Segundo dados do IBGE de 2000, o bairro Jardim Angélica tem uma população de 1943 moradores, sendo 930 homens e 1013 mulheres. A média de moradores por domicílio é de 3,68 pessoas, a renda média salarial do responsável do domicilio é de R$ 893,10, e uma média de estudo do responsável é de 7,44 anos. Este ano iniciam (bem atrasadinho por sinal, o censo é para ser realizada de 4 em 4 anos) os preparativos para realização do novo censo.

sábado, 24 de outubro de 2009

Na visão do Google Earth

Postei a imagem da minha rua vista pelo Google Earth a mais de um ano, no dia 10 de junho de 2008, ainda quando o blog tinha outro endereço. Mas a curiosidade vale a pena. Na imagem (atualizada) a visão do bairro Jardim Angélica avistada pelo famoso programa de mapas via satélite. A Rua Otto Leopoldo Tiefense é a quarta da esquerda para a direita.
A Rua tem um quilometro e 400 metros de extensão por seis metros de largura. Aproximadamente, 700 metros lajotados, seis metros asfaltados (no cruzamento com a Rua 474, onde passava o ônibus), e 700 metros de estrada de chão, muito bem esburacado por sinal. São nove quadras, nove ruas que fazem esquina com Otto Leopoldo.

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Calçadas mudam a "cara" da rua


Da campanha iniciada, ainda no governo passado, para construção de calçadas vem modificando o cenário da Rua Otto Leopoldo Tiefentese, do bairro Jardim Angélica, e da Cidade de maneira geral. A prefeitura distribuiu cartas prometendo multas para o contribuinte que não construísse o passeio público em frente ao seu terreno, mesmo sendo terreno baldio. E ai está!

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Sempre ligado


Quando o Blog ainda funcionava no POP, (ainda está no ar, acesse para ver) postei a seguinte nota:

“Apaga a luz!
15/06/2008, às 11:05hs
Domingo, dia 15 de junho de 2008, nove horas e cinqüenta e um minutos da manhã: e a luz do poste na Rua Otto Leopoldo Tiefense continua acessa. Quem é que vai pagar está conta?”.


Pois bem. As luzes queimaram, depois ficaram um tempo apagadas, foram substituídas e olha a foto. Proximo ao meio dia e estão novamente acesa de forma ininterruptas.

sábado, 17 de outubro de 2009

Plantio de Árvores

A Fundação Municipal do Meio Ambiente de Criciúma, Famcri, está plantando árvores ao longo da Avenida Professor Nicolau Destri Napoleão, onde inicia a Rua Otto Leopoldo Tiefense, no Bairro Jardim Angélica. Na quinta e na sexta-feira, já foram plantadas mais de 50 mudas de árvores de pequeno porte.

Segundo o jardineiro Itamar de Oliveira, (com esse sobre nome só podia plantar árvores), são mudas de Aroeiras, Guaxuma, e outras espécies nativas que aos poucos estão dando uma cara nova para a cidade. "Isso faz parte do reflorestamento. Vai melhorar nossa cidade. Ela tá muito escura", afirma o jardineiro, em quanto terminava de plantar mais uma muda.

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Alô Casan

E as "nascentes" continuam brotando. É o segundo em menos de três mês, e o buraco continua aberto.









E olha que se reparar bem já tem outro pra ela arrumar.









quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Estranho fenômeno

Naquele fim de semana dos temporais, a segunda-feira foi de verificar os danos causados pelas chuvas e os ventos. Na minha casa um estranho fenômeno aconteceu: minhocas subiram pelo muro. É isso mesmo. Dezenas de minhocas escalaram o muro, subiram a calçadas e se acumulavam em baixo dos chinelos.
Se alguem tiver alguma explicação, por favor, mande um e-mail para antoniorozeng@gmail.com.

sábado, 10 de outubro de 2009

Primavera

Primavera, apelidada como a estação das flores, onde o frio aos poucos se vai e as cores tomam conta das ruas. Essa foto já tem umas semanas, inicio da primavera (teoricamente iniciou dia 23 de setembro), quando ainda pensava em voltar com o blog. Vale o registro dos ipês, eles dão um toque colorido a Rua Otto Leopoldo Tiefense.

Vendaval

Os fortes ventos que atingiram a cidade de Criciúma e toda a região sul de Santa Catarina na noite de segunda-feira, dia 05 de outubro, também causou estrago na Rua Otto Leopoldo Tiefense. Com rajadas que superaram os 80km/h, um muro na primeira quadra acabou vindo abaixo.


sexta-feira, 9 de outubro de 2009

De volta NO AR


Depois de quase um ano de inatividade volto a escrever no meu blog “Notícias da Minha Rua”. O blog já esteve no pop, mas por falta de recursos, e achar as coisas muito “quadradas”, troquei da plataforma para o broguiblogs. Que tava legal, mas acabou fechando o projeto, me deixando sem os arquivos que até estavam sendo atualizados. Acabei ficando chateado na época, e parei com o blog.
Mas neste momento, além da vontade de voltar a fazer o blog, algumas “criaturinhas” maravilhosas e que tenho muito apreço (Marli Vitali e Priscila Castro), me incentivaram a voltar, e acho que era o que faltava.
Vamos que vamos então: Sugestões, críticas e elogios serão todos bem vindos.

Um grande abraço e divirta-se.